O que nos acontece, é consequência!

Nada impede os propósitos do Senhor em nossas vidas, a menos que nos distanciemos dos seus propósitos.
Se não refletirmos, não saberemos entender as coisas que nos acontecem, e muito menos as pessoas as entenderão; nem sempre vivemos o que gostaríamos de viver, mas, o que precisamos viver, pra que saibamos melhorar nossa consciência a respeito da vida e das pessoas a nossa volta; mudar e substituir nossos conceito e eliminar preconceitos. E com tudo que vivemos melhorar nosso relacionamento com o Senhor que por muitas vezes é maculado pelas tristezas ou desapontamentos. Desapontamentos não com Ele é bom dizer, mas com o nosso semelhante de quem criamos expectativas além do que se deve.
O Senhor não desaponta nem entristece a ninguém!
A intervenção divina se dar por um convite nosso em nossas orações e súplicas, resultante de nossa relação com Ele!
Deus não decide por ninguém, nem fez de nós robôs. Seu princípio de justiça, nos deixa responsáveis por nossas decisões e escolhas. De outro modo, Ele teria de fazer por todos e assim ninguém seria culpado pelo que faz!
As nossas tristezas são resultado:
– Do que fizemos e não deveríamos ter feito;
– Do que dissemos e não deveríamos ter dito;
– Do que não fizemos e deveríamos ter feito;
– Do que não dissemos e deveríamos ter dito.
Não responsabilize os outros pelo seu fracasso, pois no mínimo você foi permissivo!
Assuma as responsabilidades por suas decisões e se não acertou, repense e tome novas.
Todas as coisas cooperam para o bem dos que amam a Deus, dos que são chamados segundo seu propósito!
Amemos mais ao Senhor!

Pr. José Roberto Lira

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *